Coronavírus

Israel desenvolve teste à Covid-19 com resultados em menos de 1 segundo

Denis Balibouse

O teste é feito com recurso a uma amostra de saliva.

Especial Coronavírus

Um hospital israelita está a desenvolver um teste à Covid-19 que apresenta resultados em menos de um segundo. O teste é feito com recurso a uma amostra de saliva.

A tecnologia está a ser desenvolvida com recurso à inteligência artificial. O centro hospitalar contou à Reuters que o novo dispositivo tem uma taxa de sucesso de 95%, de acordo com um teste inicial realizado em centenas de pacientes.

Os investigadores dizem que os resultados alcançados até agora são muito promissores.

Eli Schwartz, do Centro de Medicina Geográfica e Doenças Tropicais, inserido no Centro Médico de Sheba, acrescenta que o teste será muito mais barato do que as alternativas existentes no mercado.

Amos Panet, especialista em virologia molecular da Universidade Hebraica de Jerusalém, disse que gostava de ver mais dados e comparações com os testes existentes antes de fazer um julgamento final.

"Será uma viragem no jogo apenas se virmos a validação desta tecnologia em relação à tecnologia atual", afirmou.

Quase 750 mil mortos e mais de 20,6 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia do novo coronavírus causou pelo menos 749.973 mortos em todo o mundo desde o aparecimento da doença na China, em dezembro, segundo o balanço desta quinta-feira às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa) da agência France-Presse.

Mais de 20.666.110 casos foram diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, dos quais 12.347.300 foram considerados curados.

Em todo o mundo os Estados Unidos são o país mais afetado tanto em número de mortos como de casos, com 166.027 mortes em 5.197.377 infetados, segundo os dados da Universidade Jonhs Hopkins. Pelo menos 1.753.760 pessoas foram consideradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais atingidos são o Brasil, o México e a Índia.