Coronavírus

Bolsonaro testou positivo à Covid-19

Adriano Machado

Revelação foi feita pelo Presidente do Brasil.

Especial Coronavírus

O Presidente do Brasil Jair Bolsonaro anunciou esta terça-feira que testou positivo à Covid-19.

Numa declaração nas redes sociais e para os jornalistas, Jair Bolsonaro revelou que cancelou as viagens de Estado planeadas para esta semana e que, a partir de agora, recorrerá às videoconferências para trabalhar. No entanto, o Presidente reconheceu que, ainda assim, "algumas coisas" terão de ser feitas presencialmente.

Bolsonaro falou no aumento das mortes em casa e que as pessoas não procuram os hospitais "com medo do vírus". Defendeu ainda que o número de mortos tem aumentado no Brasil, não só por causa da Covid-19, mas também do medo do vírus.

"O pânico também mata."

Bolsonaro tira a máscara para mostrar que "está bem"

Depois do anúncio, Bolsonaro respondeu a algumas questões dos jornalistas. Perto do final, o Presidente brasileiro pediu aos jornalistas para se afastarem e disse que ia tirar a máscara para mostrar que "está bem".

Jair Bolsonaro agradeceu a todos os que o apoiaram e deixou um alerta à população mais idosa, pede para terem mais cuidado.

"Ter sido contaminado mostra que sou um ser humano igual a outro qualquer"

Em comparação com o dia anterior, o Bolsonaro diz estar "excecional".

"Eu estou muito bem, tenho até vontade de dar uma caminhada, mas não vou fazê-lo por recomendação médica."

Bolsonaro defende que o novo coronavírus vai acabar por infetar toda a gente: "Este vírus é como a chuva, vai atingir você."

E por isso, alerta as pessoas de certa idade e com problemas de saúde para o vírus, porque "uma vez contaminadas a chance de óbito aumenta".

Os sintomas

O anúncio surge depois de Bolsonaro dizer na segunda-feira à CNN que estava com sintomas do novo coronavírus, como 38°C de febre e 96% de taxa de oxigenação no sangue.

Revelou ainda que está a tomar hidroxicloroquina, medicamento usado há muitos anos para tratar a malária e doenças anti-inflamatórias como a artrite reumatoide.

Devido aos sintomas apresentados, a agenda do Presidente esta semana está cancelada. Jair Bolsonaro fez uma ressonância magnética aos pulmões, mas não foi identificado qualquer problema.

OMS deixa mensagem ao Presidente brasileiro

O secretário-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) desejou esta terça-feira uma "recuperação rápida" a Jair Bolsonaro.

Em conferência de imprensa a partir da sede da OMS, em Genebra, Tedros Ghebreyesus afirmou esperar que "os sintomas sejam ligeiros e que [Bolsonaro] volte ao trabalho o mais cedo possível para apoiar o seu país".

As reações à infeção de Bolsonaro: "o pior gestor de crise do mundo"

BRASIL TEM 1.623.284 CASOS CONFIRMADOS DE COVID-19

O Brasil totaliza 65.487 vítimas mortais e 1.623.284 casos confirmados desde o início da pandemia no país, registada oficialmente em 26 de fevereiro.

A taxa de letalidade da Covid-19 no país sul-americano está nos 4% hoje, quando 927.292 pacientes infetados já recuperaram e 630.505 doentes continuam sob acompanhamento.