Coronavírus

Covid-19. Farmacêutica espanhola diz ter medicamento 80 vezes mais eficaz do que o Remdesivir

Um laboratório dedicado à Covid-19

Virginia Mayo

Medicamento Aplidin foi testado no modelo de células Calu-3 - a célula pulmonar humana.

Especial Coronavírus

A farmacêutica espanhola PharmaMar assegura que tem um medicamento mais eficaz que o Remdesivir, fármaco que tem sido usado contra a Covid-19.

De acordo com o jornal La Vanguardia, esta é a conclusão de um estudo realizado pelo laboratório sul-coreano Boryung Pharmaceutical, parceiro da PharmaMar.

A plitidepsina, um composto químico comercialmente conhecido como Aplidin, mostrou um resultado antiviral entre 2.400 e 2.800 vezes superior ao Remdesivir no modelo de célula Vero - uma célula renal de macao - e 80 vezes superior no modelo de células Calu-3 - célula pulmonar humana.

O Boryung Pharmaceutical deverá iniciar um ensaio clínico com o Aplidin na Coreia do Sul no início do terceiro trimestre de 2020.

"Com estes resultados, podemos esperar uma redução da progressão da doença nos pacientes hospitalizados com pneumonia derivada da Covid-19, assim como o alívio nos sintomas provocados pela pandemia", refere a PharmaMar.

EUA "açambarcam" Remdesivir. Portugal corre o risco de ficar sem o medicamento?

Os Estados Unidoscompraram quase toda a reserva mundial de Remdisivir, o primeiro medicamento aprovado para o tratamento da Covid-19.

Em comunicado, o departamento de saúde informou que "assegurou mais de 500 mil ciclos de tratamento do medicamento para hospitais americanos até setembro", o que equivale a "100% da produção prevista da Gilead para julho (94.200 ciclos), 90% da produção em agosto (174.900 ciclos) e 90% da produção em setembro (232.800 ciclos), além de uma verba para ensaios clínicos".

Portugal já pediu explicações à farmaceutica norte-americana que produz o fármaco para saber se há o risco de faltar este medicamento nos hospitais portugueses.

AGÊNCIA EUROPEIA DE MEDICAMENTOS RECOMENDA ANTIVIRAL REMDESIVIR

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) recomendou uma autorização de mercado na União Europeia (UE) para o antiviral Remdesivir para tratamento de doentes com Covid-19, que é já utilizado em Portugal.

A recomendação do comité para medicamentos para uso humano da EMA destina-se ao uso de Remdesivir em doentes com Covid -19 adultos e jovens com mais de 12 anos e que sofram ainda de pneumonia e necessitem de receber oxigénio.

POOL New

PORTUGAL COM MAIS 8 MORTES E 328 NOVOS CASOS DE COVID-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de 1.587 mortes e 42782 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de quarta para quinta-feira, de 1.579 para 1587, mais 8 em relação a ontem, enquanto o número de infetados aumentou de 42.454 para 42782, mais 328.

Há 28.097 pessoas recuperadas da doença, mais 299 que ontem.