Coronavírus

Açores registam primeira morte associada à Covid-19

Trata-se de uma mulher de 90 anos que estava internada Hospital do Divino Espirito Santo.

Especial Coronavírus

Os Açores registaram hoje a primeira morte associada à covid-19, uma doente internada que terá sido infetada por profissionais de saúde, anunciou a Autoridade de Saúde Regional.

Em conferência de imprensa em Angra do Heroísmo, o responsável da Autoridade de Saúde Regional, Tiago Lopes, adiantou que a doente tinha "cerca de 90 anos" e "morbilidades associadas".

A mulher tinha sido admitida "em meados de março" no Hospital do Divino Espirito Santo, tendo ficado internada na medicina interna, "onde terá sido infetada, entretanto, por via do contacto com profissionais de saúde" ligados à cadeia de transmissão identificada no concelho da Povoação.

"Durante o internamento teve um agravamento do seu estado na sequência do motivo de admissão, não propriamente com a infeção do novo coronavírus", explicou.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

ESPECIAL NOVO CORONAVÍRUS COVID-19

Mais 35 mortes e 699 casos de Covid-19 em Portugal

Antes do anúncio desta morte nos Açores, a Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quarta-feira a existência de 380 mortes e 13.141 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 345 para 380, mais 35 - uma subida de 10,1% -, enquanto o número de infetados aumentou de 12.442 para 13.141, mais 699, o que representa um aumento de 5,6%.

O número de casos recuperados subiu de 184 para 196.

No que toca a doentes internados, o número subiu de 1.180 para 1.211. 245 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, menos 26 em relação ao último balanço.

Pandemia já fez quase 83 mil mortos em todo o mundo

A pandemia da covid-19 matou pelo menos 82.726 pessoas e há mais de 1,4 milhões infetados (1.438.290) em 192 países.

Pelo menos 275.500 foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

Itália, que registou a primeira morte ligada ao coronavírus no final de fevereiro, é o país mais afetado em número de mortes, com 17.127 óbitos em 135.586 casos. 24.392 pessoas foram consideradas curadas pelas autoridades italianas.

Depois de Itália, os países mais afetados são Espanha, com 14.555 mortes em 146.690 casos, os Estados Unidos com 12.911 mortes (399.929 casos), França com 10.328 mortes (109.069 casos) e o Reino Unido com 6.159 mortes (55.242 casos).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de dezembro, registou 81.802 casos (62 novos entre terça-feira e hoje), incluindo 3.333 mortes (duas novas) e 77.279 curados.

Nos Estados Unidos já foram registados oficialmente 399.929 casos de infeção, incluindo 12.911 mortes. 22.539 pessoas foram consideradas curados.

A Europa totalizou até às 11:00 de hoje 58.627 mortes para 750.276 casos, Estados Unidos e Canadá 13.309 mortes (417.740 casos), Ásia 4.395 mortes (125.215 casos), Médio Oriente 4.234 mortes (88.158 casos), América Latina e Caraíbas 1.570 mortes (39.297 casos), África 537 mortes (10.605 casos) e Oceânia 54 mortes (7.000 casos).