Coronavírus

Padre, noivos e convidados detidos por não cumprirem quarentena

No vídeo, entretanto amplamente divulgado, é possível ver o momento em que o noivo ajuda a noiva a entrar na carrinha da polícia

Especial Coronavírus

Na África do Sul, um casal de noivos e todos os convidados foram detidos no casamento. Mais de 50 pessoas vão ser processadas por terem violado as medidas de contenção da pandemia de coronavírus.

A ordem é ficar em casa. Dita e repetida, não terá sido suficiente para que um homem e uma mulher, na África do Sul, tenham decidido avançar com a cerimónia de casamento.

Mas, depois do sim dos noivos, quebrou-se a tradição. De acordo com a BBC, não houve boda nem lua de mel. Na sequência de uma denúncia, as autoridades interromperam a festa. Ele, ela, os 50 convidados, e até o padre, acabaram por ser levados para a polícia, nos arredores de Richards Bay.

No vídeo, entretanto amplamente divulgado, é possível ver o momento em que o noivo ajuda a noiva a entrar na carrinha da polícia

O município de UMhlathuze, explicou que os noivos vão passar "a lua de mel em condições severas de fiança".

Com 1655 casos confirmados de coronavírus, e 11 vítimas mortais a lamentar, a África do Sul está na segunda, de três semanas previstas inicialmente, de um dos mais estritos planos de confinamento decretados em todo o mundo. Só são permitidas as deslocações estritamente essenciais. Foi até proibida a compra de álcool e cigarros.

Os correspondentes da BBC dão nota de que a resposta da África do Sul à pandemia tem sido implacavelmente eficiente.

Depois de terem sido acionadas unidades de teste móveis, e centros drive-through, o país admite que em breve possa estar a testar 30 mil pessoas todos os dias.