Coronavírus

Áustria suspende todas as ligações ferroviárias com Itália

Decisão foi tomada após terem conhecimento que 2 pessoas com sintomas semelhantes aos de infeção com o coronavírus viajaram num comboio procedente de Veneza.

Especial Coronavírus

As autoridades austríacas suspenderam este domingo todo o tráfego ferroviário com Itália após terem conhecimento que duas pessoas com sintomas semelhantes aos de infeção com o novo coronavírus viajaram num comboio procedente de Veneza, referiu a rádio pública ORF.

O comboio, que percorre a linha Eurocity 86 e tinha como destino Munique, foi parado antes de chegar à Áustria e permanece na estação fronteiriça do lado italiano.

De seguida, a Áustria suspendeu todo o tráfego ferroviário com esta fronteira, decisão que afetou três outras composições na noite de hoje.

A empresa ferroviária italiana tomou a iniciativa de informar a congénere austríaca da presença de dois passageiros com sintomas de febre no Eurocity, e que poderia indicar infeção com o coronavírus Covid-19, informou a ÖRF.

O percurso do comboio já tinha sido interrompido na cidade italiana de Verona para ser efetuada uma análise aos dois passageiros com sintomas, mas prosseguiu após não ter sido detetado o coronavírus.

Cerca de 300 pessoas aguardam agora no comboio junto à fronteira, sem poder entrar na Áustria, apesar de terem liberdade de movimento do lado italiano, precisou a estação pública austríaca.

A empresa ferroviária austríaca ÖBB informou na sua página da internet que a passagem fronteiriça de Brennero está encerrada, mas sem fornecer mais detalhes.

A Áustria, que até ao momento não registou casos de Covid-19, está em contacto com as autoridades italianas para decidir as próximas medidas. O surto de Covid-19 registado esta semana em Itália já provocou três mortos e contagiou mais de 150 pessoas em regiões do norte do país.

Detetado na China em dezembro de 2019, o coronavírus Covid-19 já provocou 2.468 mortos e infetou mais de 78 mil pessoas a nível mundial.
A maioria dos casos ocorreu na China, em particular na província de Hubei, no centro do país, a mais afetada pela epidemia.

Além de 2.442 mortos na China continental, morreram oito pessoas no Irão, quatro no Japão, duas na região chinesa de Hong Kong, cinco na Coreia do Sul, três em Itália, uma nas Filipinas, uma em França, uma nos Estados Unidos e uma em Taiwan.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

O segundo país mais afetado é o Japão, com 769 casos (quatro dos quais mortais), incluindo pelo menos 364 no navio de cruzeiro 'Diamond Princess'. As autoridades japonesas confirmaram hoje que um tripulante português do 'Diamond Princess', atracado em Yokohama, está infetado com o Covid-19.

Veja também:

MAPA INTERATIVO MOSTRA EM TEMPO REAL OS PAÍSES AFETADOS PELO CORONAVÍRUS

  • 246 mortos e quase 10 mil casos de Covid-19 em Portugal

    Coronavírus

    O último balanço da DGS dá conta de 246 mortes e 9.886 casos de Covid-19 em Portugal. São mais 37 óbitos e 852 infetados em relação a ontem. Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 932 mortes e 7.472 casos. O balanço de vítimas em território espanhol ascende agora a 117.710 infetados e 10.935 vítimas mortais. A edição deste ano do festival Rock in Rio em Lisboa foi adiada para 2021. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    SIC Notícias