Angela Merkel

Eleições na Alemanha: candidato da CDU dobra boletim ao contrário e vê-se em quem vota

THILO SCHMUELGEN

Alemães escolhem novo Parlamento e sucessor de Merkel.

Os alemães estão este domingo a escolher o novo Parlamento e o sucessor de Angela Merkel.

As sondagens dão uma vantagem ligeira ao SPD, do atual ministro das Finanças, Olaf Scholz, sobre o candidato da CDU, Armin Laschet.

Olaf Scholz é considerado extremamente pragmático e promete estabilidade.

As urnas na Alemanha fecham às 17:00, hora de Lisboa. Angela Merkel votou por correspondência.

A votação abrirá um novo ciclo na Alemanha, depois de 16 anos de governação de Merkel. No entanto, a chanceler vai manter-se no cargo até que fiquem concluídas as negociações para a coligação governamental, que podem durar vários meses. Em 2017, foi preciso quase meio ano para que fosse alcançado um entendimento.

Lapso do candidato da CDU

Estas eleições ficam marcadas por um lapso do candidato da CDU, Armin Laschet. Depois de votar, este domingo, dobrou o boletim ao contrário. Apesar do voto ser secreto, vê-se em quem votou: em si, no seu partido.

O voto do candidato do partido de Angela Merkel pode ser rejeitado.

A ainda líder do país esteve, no sábado à noite, em campanha em Munique pelo candidato da CDU, que dizem ser pouco carismático.

Alemães divididos, mas com um sentimento comum

A SIC falou com alguns alemães. Há quem espere que o partido de Angela Merkel continue no poder e quem quer ver governantes de esquerda. No entanto, há um sentimento comum: vão ser poucas as saudades da chanceler alemã.

Leia mais: