Afeganistão

Afeganistão. Repatriamento dos portugueses pode ficar concluído esta terça-feira

Um bombeiros português que trabalha para uma empresa inglesa continua em Cabul.

O repatriamento dos portugueses do Afeganistão pode ficar concluído esta terça-feira. No aeroporto de Cabul ainda permanece um bombeiro português, que trabalhava numa empresa local. Um outro bombeiro foi retirado do país, ao final da manhã, via Qatar.

De acordo com a Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, "não são bombeiros que Portugal enviou. São bombeiros que trabalham para uma empresa. Foram contratados por essa empresa e estavam a trabalhar no aeroporto. Como resta só um bombeiro, e que já está enquadrado para ser retirado logo que oportuno, é muito possível que hoje a situação até fique fechada do ponto de vista dos portugueses em Cabul."

Durante a madrugada, outros três portugueses que trabalhavam com a NATO, conseguiram abandonar o Afeganistão, num voo militar do Reino Unido via Dubai.

A descolagem foi mais tranquila do que as imagens que chegaram do aeroporto de Cabul onde centenas de civis tentavam apanhar os aviões.

"Já não há notícias de que esteja a acontecer esse tipo de situação que aconteceu no início, em que, de facto, as pessoas invadiram as pistas, e começaram a tentar subir pelos aviões e acabaram algumas por morrer, infelizmente. Mas é evidente que é ainda uma situação, que inspira sempre cuidados e preocupações até terminar. E, no nosso caso, até estar o último português repatriado", explica a Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas.

Os portugueses estão a ser acompanhados pelas embaixadas. Nesta altura, ainda não existe uma data ou rota da chegada a solo nacional.

Veja também: