Economia

Energéticas e BCP empurram PSI-20 para o vermelho

Das 19 cotadas do índice de referência português, 12 encontram-se a negociar em baixa, entre elas a maioria das energéticas, como a família EDP, a REN e a Greenvolt

Depois de alguns dias nos ganhos, o PSI-20 começou a sessão desta sexta-feira em baixa. O índice de referência português perde 0,31% para 5.440,87 pontos às 8h20, com a grande maioria das cotadas no "vermelho". O BCP "voou" no fecho de quinta-feira, mas começa o dia em queda.

Das 19 cotadas do índice de referência português, 10 encontram-se a negociar em baixa. Entre elas estão algumas energéticas, como o grupo EDP, que vê a EDP Renováveis a cair 0,8% para 22,46 euros por ação e a EDP a deslizar 0,28% para 4,635 euros. Também a REN e a Greenvolt se encontram em terreno negativo.

Outro destaque vai para o banco liderado por Miguel Maya. O BCP, que "voou" cerca de 8% na quinta-feira, encontra-se agora a perder 0,78% para 0,1405 euros por ação.

Em sentido contrário, no "verde" e a impedir uma maior queda da bolsa, encontram-se apenas três cotadas. Entre elas dois "pesos pesados": a Galp e a Jerónimo Martins que avançam 0,63% e 0,11% para 8,964 e 17,72 euros por ação, respetivamente.

Todavia, quem lidera os ganhos na abertura são os CTT. Os Correios avançam 1,16% para 4,785 euros por ação, depois de o Governo ter aprovado em Conselho Ministros, na quinta-feira, que os CTT iriam continuar a ser o prestador de serviço postal universal, com um contrato de sete anos.

Lisboa segue assim as principais praças europeias que se encontram todas em terreno positivo. Por exemplo, o índice de referência europeu, Stoxx 600, desliza 0,44%.