Economia

TAP já dispensou mais de 700 trabalhadores e não vai parar por aqui

Companhia aérea com prejuízo de 700 milhões de euros até setembro.

A TAP soma prejuízos. Até setembro, a companhia teve quebras de 700 milhões e dispensou 729 trabalhadores a termo. Durante este inverno prevê uma redução de operação que pode chegar aos 70%.

A TAP tem de apresentar o plano de reestruturação em Bruxelas até dia 10 de dezembro. Segundo a plataforma de sindicatos que representa os trabalhadores da companhia, o objetivo é despedir três mil trabalhadores.

TAP recebeu 582 milhões de euros do Estado até ao final de setembro

A companhia aérea TAP recebeu, até ao final de setembro, 582,4 milhões de euros provenientes do Estado português, no âmbito do acordo para o auxílio à empresa iniciado em junho, de acordo com os resultados da empresa divulgados esta segunda-feira.

De acordo com o quadro referente a financiamentos e obrigações da empresa TAP S.A., que faz parte do Grupo TAP, em 30 de setembro a companhia tinha recebido 582,4 milhões de euros do Estado, fazendo esta parte da rubrica da dívida financeira, que ascende aos 1.992,4 milhões de euros.

As outras componentes da dívida financeira são os empréstimos bancários e obrigações, que diminuíram de 1.083,4 milhões de euros no final de 2019 para 947,4 milhões de euros, e os passivos de locação com opção de compra, que aumentaram de 274,2 milhões de euros no final de 2019 para 1.699,4 milhões de euros no final de setembro.