Desporto

Auriol Dongmo aponta para a primeira medalha para Portugal nos Europeus de Atletismo

Auriol Dongmo

Adam Warzawa / EPA

Pedro Pichardo no triplo salto no segundo dia dos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun.

Auriol Dogmo, na final de lançamento do peso, e Pedro Pichardo, no triplo salto, são os destaques na lista de oito portugueses que hoje competem no segundo dia dos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun.

Tanto Dongmo como Pichardo chegaram à Polónia como líderes europeus do ano, com larga margem de avanço, o que os coloca como principais 'apostas' portuguesas para medalhas.

Pichardo será o primeiro a entrar em cena, logo às 9:11, enquanto que Dongmo estará no 'fecho' do dia, a partir das 18:06, um pouco antes da final dos 3.000 metros, em que estará Mariana Machado (20:00).

Portugal pode ter um terceiro finalista no programa de hoje, no peso masculino, às 19:35, mas para isso acontecer Francisco Belo terá de ser um dos oito melhores na qualificação da manhã, a partir das 10:18.

Quinta-feira, a luso-camaronesa Auriol Dongmo teve uma qualificação fácil, superando a marca de acesso à segunda tentativa. Melhor fez, no entanto, a principal rival, a alemã Christina Schwanitz, apurada com um lançamento só.

Dongmo lidera a lista mundial, com 19,65 metros, e Schwanitz tem 19,11. A final é de grande nível, já que lá estarão as restantes três do top-5, ou seja a sueca Fanny Roos (18,85), a bielorrussa Aliona Dubitskya (18,74) e a espanhola Maria Toimil (recorde nacional na qualificação, com 18,64).

Pela manhã, Pichardo tem de assegurar a sua final com um salto de mais de 16,80 metros, o que parece fácil, pela forma como ganhou nos Campeonatos de Portugal, com 17,36 metros, no que foi a sua única competição no inverno.

O luso-cubano lidera destacado a nível europeu, à frente do francês Melvin Raffin (17,09) e do alemão Max Hess (17,00), campeão continental há cinco anos.

Há dois anos, em Glasgow, Francisco Belo foi um surpreendente quarto posicionado no peso. Para voltar a lutar pelo pódio, deverá passar de manhã, a partir das 10:18, a barreira dos 21,00 metros, o que parece inviável, já que está acima do seu recorde pessoal - a alternativa é ser repescado como um dos oito melhores.

Pela manhã também se disputam eliminatórias de 400 metros (9:13, com Ricardo Santos e Mauro Pereira), no setor masculino. Ricardo Santos tem boas hipóteses de aceder a uma das três semifinais, também hoje, às 19:10.

No setor feminino, boas perspetivas de passar uma ronda também para Cátia Azevedo nos 400 metros (provas às 10:22 e 18:33). Marta Pen tem igualmente condições para se qualificar (eliminatória às 11:22).

  • 2:33