Desporto

Exclusivo: Os números da renovação de Rúben Amorim

Lusa

Treinador vai renovar contrato com o Sporting nos próximos dias.

Rúben Amorim vai renovar contrato com o Sporting até junho de 2024, aumentando a cláusula de rescisão e o salário.

A informação foi relevada no programa 'Tempo Extra' da SIC Notícias, e o 'Jogo Aberto' apurou, em primeira mão, os detalhes da renovação de contrato do treinador do Sporting.

Rúben Amorim vai prolongar o vínculo com os leões por mais um ano - até 2024. O acordo foi alcançado esta semana entre os representantes do treinador e Frederico Varandas. A cláusula de rescisão vai subir de 20 para 30 milhões de euros.

Atualmente, Rúben Amorim recebe 2,7 milhões de euros brutos mas tem no seu contrato uma cláusula que refere que, em caso de conquista do título de campeão nacional, o treinador do Sporting passará automaticamente a receber 4 milhões de euros brutos, por temporada, e terá direito a um prémio adicional de 2 milhões de euros brutos. No entanto, com esta renovação de contrato, 'Jogo Aberto' conseguiu apurar que Rúben Amorim vai passar a ganhar 6 milhões de euros brutos, o equivalente a, aproximadamente, 3 milhões de euros limpos por temporada.

O treinador de 36 anos foi contratado ao Sporting Clube de Braga por 10 milhões de euros - valor da cláusula de rescisão - mais o valor do IVA, cerca de 2,3 milhões de euros. No entanto, devido aos atrasos no pagamento das duas tranches previstas (uma até ao final de março de 2020, outra até setembro de 2020), o montante total vai subir para 12,1 milhões de euros, correspondente a 1,5 milhões de multa por indemnização mais 600 mil euros de juros. No último relatório de contas da SAD do Sporting, referente ao primeiro semestre que fechou a 31 de Dezembro de 2020, estão contabilizados 7 milhões de euros ainda por liquidar, o que significa que, na altura do segundo acordo com o clube minhoto, em setembro de 2020, foram pagos 2,5 milhões de euros, a que se juntaram até ao final do ano mais 2,6 milhões de euros. O montante em falta terá de ser liquidado na totalidade até junho de 2021.