Desporto

Morte de Maradona. “Saudade de si mesmo enquanto jogador tê-lo-á desassossegado toda a vida”

O comentário de Joaquim Rita à morte de Diego Maradona.

Morreu esta quarta-feira, aos 60 anos, a antiga estrela do futebol mundial Diego Armando Maradona. Para o comentador da SIC Joaquim Rita, “hoje morreu um pouco de futebol”. Recordando o “maior talento” que alguma vez viu jogar, relembra que Maradona foi o único jogador que sozinho era capaz de decidir títulos.

Sobre uma vida de excessos, o comentador da SIC considera que terá sido, porventura, a saudade de si mesmo enquanto jogador “que o terá desassossegado toda a vida” e terá feito de Maradona “uma personagem diferente, e não pelas boas razões”.

Joaquim Rita considera que “El Pibe” tentou manter-se à tona no futebol, mas uma personalidade como a sua “não poderia nunca ser qualquer coisa dentro da comunidade do futebol que não jogador”.

“De uma forma resumida, ele foi excessivo em tudo: primeiro no futebol que nos deus, depois nas loucuras que foi cometendo ao longo da vida”, concluiu.