Desporto

Jorge Jesus diz que veio "para ganhar e para unir a nação benfiquista"

ANTÓNIO COTRIM

O técnico assinou por duas temporadas com o Benfica.

O treinador Jorge Jesus assumiu que regressou ao Benfica para "ganhar e para unir a nação benfiquista", recusando, contudo, definir-se como o "salvador" de um projeto que tem como objetivo "recuperar o prestígio internacional" do clube.

Jorge Jesus recusou que tenha regressado ao Benfica para se "reformar" e revelou que vai "ganhar menos do que ganhava no Flamengo", deixando uma certeza: "Vim para o Benfica porque acredito no projeto, nesta nação e nas condições para fazer do Benfica grande, para recuperar o prestígio internacional. É fundamental voltarmos a ganhar."

O técnico foi perentório e revelou alguma emoção no momento de abordar este regresso a Portugal, após um ano no Flamengo.

"Não sou o salvador. Salvadores vamos ser todos nós. Cheguei de um grande clube, que se uniu à volta do seu treinador, da sua equipa e, por isso, é que ganhámos grandes títulos internacionais. Quero agradecer ao Flamengo, do fundo do coração, pela forma como me trataram, a amizade e amor que tiveram por mim. Agora, pensem: o Flamengo tem 50 milhões de adeptos. Para eu vir para o Benfica tinha de haver uma causa muito grande, que é voltar a ganhar", observou.

Onze anos e quase dois meses depois Jorge Jesus voltou a ser apresentado

Agora é oficial: Jorge Jesus é o novo treinador do Benfica.

Chegou ao Seixal duas horas e meia antes da cerimónia. Os capitães André Almeida, Samaris, Ruben Dias, Jardel e Pizzi apareceram para receber o novo treinador. Aos quais se juntaram antigos jogadores do clube.

"Aos benfiquistas, quero dizer que vim para ganhar, porque estou habituado a ganhar, mas também vim para unir a nação benfiquista. Vim para o Benfica com a mesma crença que tinha no dia 19 de junho de 2009, quando fui apresentado pela primeira vez. Venho com a mesma vontade de ganhar, com a mesma convicção, estou determinado e com muita vontade de ganhar coisas importantes", afirmou Jorge Jesus, durante a apresentação como novo técnico dos 'encarnados'.

Jesus assinou contrato com o Benfica por dois anos, até ao final da temporada 2021/22, anunciou o clube em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

"A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários, que acabou de formalizar o acordo para a contratação do treinador Jorge Jesus, ao abrigo de um contrato de trabalho desportivo para vigorar nas próximas duas épocas desportivas", indica o comunicado

"Vim para unir a nação benfiquista"

Jorge Jesus acredita no presidente do clube e no projeto para a equipa. O treinador diz que veio para ganhar e para "unir a nação benfiquista".

O técnico, que assinou por duas épocas, diz que vai investir na formação e querer mais jogadores estrangeiros. Prometeu trabalho e que o Benfica vai arrasar.

Já o presidente do clube pede vitórias na Europa.

"Esperamos ter hegemonia no futebol português e ganhar na Europa"

Na apresentação do novo técnico dos "encarnados", Luís Filipe Vieira garantiu que será feito tudo para que a "família benfiquista" seja feliz nos próximos anos. Para isso, espera que com Jorge Jesus o clube possa alcançar a "hegemonia no futebol português e ganhar na Europa".

Regresso assinalado nas redes sociais

O regresso foi assinalado pelo técnico com uma imagem sua na rede social Instagram, acompanhada da frase do clube 'De muitos, um' [no original em latim, Et Pluribus Unum].

Instagram

Um regresso aos 66 anos

Esta será a segunda passagem de Jesus pelo Benfica, depois de ter treinado a equipa de futebol entre 2009/10 e 2014/15, período em que conquistou 10 títulos, nomeadamente três campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco edições da Taça da Liga.

O técnico saiu da Luz em 'rota de colisão' em 2015/16, assinando pelo rival Sporting, no qual esteve três temporadas, ainda antes de treinar os sauditas do Al Hilal, e, com grande sucesso, o Flamengo.

A despedida de Jesus do Flamengo

Na equipa do Rio de Janeiro, Jesus conquistou seis troféus em pouco mais de um ano, entre os quais o campeonato brasileiro e a Taça Libertadores.

  • 34:18