Desporto

Pedro Proença recusa demitir-se e diz que será presidente da Liga enquanto clubes quiserem

Vítor Lopes

Vítor Lopes

Jornalista

José Caldelas

José Caldelas

Repórter de Imagem

António Soares

António Soares

Edição de Imagem

A posição de Pedro Proença na liderança da Liga tem sido muito questionada. Para o dia 9 de junho está marcada uma Assembleia Geral extraordinária do organismo.

Não fala em demissão mas diz que será presidente da Liga enquando "os clubes quiserem". Cova da Piedade e Benfica saíram da direção do organismo nos últimos dias, mas isso não faz com que Pedro Proença assuma desde já a demissão.

À saída de uma reunião com o presidente da Câmara Municipal do Porto, o presidente da Liga, voltou a defender a transmissão dos jogos do campeonato em sinal aberto.

Já Rui Moreira sugeriu a criação de um drive-in no Parque da Cidade do Porto para que os adeptos possam ver os jogos dentro dos carros num ecrã gigante.