Desporto

Equipa especial do Ministério Público tem vigiado a claque do Vitória de Guimarães e do Braga

Equipa especial do Ministério Público tem vigiado a claque do Vitória de Guimarães e do Braga

Há cinco meses que uma equipa especial de magistrados do frequenta os estádios do Braga e do Guimarães, revela o jornal Expresso.

As ofensas racistas a Marega foram presenciadas no estádio por uma equipa especial do Ministério Público. Há muito que a claque do Vitória é vigiada por causa da violência no futebol.

Há cinco meses que uma equipa especial de magistrados do Ministério Público tem assistido nas bancadas aos jogos considerados mais sensíveis nos estádios do Braga e do Guimarães, revela o jornal Expresso.

Em cinco meses, já permitiu aplicar na comarca de Braga, que abrange também Guimarães, mais medidas de interdição de acesso a recintos desportivos do que nos últimos dez anos, revela a Procuradoria-geral da República.

A procuradoria quer replicar esta operaçao a todo o país do futebol, com mais equipas especializadas no combate à violência no futebol.

Conta o Expresso que os magistrados estão surpreendidos com a violência verbal da claque vimaranense, os White Angels.

No passado domingo, estavam no estádio D. Afonso Henriques. Viram e ouviram o que se passou. Estão agora empenhados em ajudar nas investigações para se chegar aos responsáveis pelas ofensas de caráter racista que se alastrram pelas bancadas e levaram o jogador Marega a deixar o campo.