Desporto

Revistas aos adeptos na final four da Taça da Liga vão ser "minuciosas"

StockSnap

A manifestação de membros da PSP e GNR marcada para os dias das meias-finais não vai prejudicar o esquema de segurança.

O subintendente do Comando Distrital de Braga da PSP, Pedro Colaço, disse esta segunda-feira que os três jogos da 'final four' da Taça da Liga de futebol são de risco elevado e frisou que as revistas serão "minuciosas".

Questionado sobre se haverá uma preocupação especial para evitar a entrada de material pirotécnico, o responsável policial notou que é "a segurança privada a responsável pela revista minuciosa aos adeptos, especialmente onde entram os grupos organizados de adeptos", vulgo claques.

"Preocupa toda a gente, e a PSP também, como é óbvio. A PSP estará presente e fará a supervisão conforme está definido pela lei e, se necessário, cá estaremos para fazer o que nos compete", disse.

A diretora de competições da Liga, Helena Pires, frisou também que "a revista será minuciosa, daí a necessidade dos adeptos virem com tempo".

Pedro Colaço referiu que "o dispositivo policial será o que é habitualmente utilizado em jogos com estas características, de risco elevado" e o número de efetivos será "semelhante" ao dos anos anteriores.

O responsável policial não fez distinção entre as claques das quatro equipas.

"Por termos um conhecimento profundo dos grupos organizados de adeptos das quatro equipas, entendemos que todos os jogos têm a mesma designação de risco elevado, todos são tratados da mesma forma, sem exceção", sustentou.

O subintendente considerou ainda que a manifestação de membros da PSP e GNR prevista para as meias-finais não vai prejudicar o esquema de segurança.

"Vamos tratar essa manifestação como se fosse de outra categoria profissional, médicos, professores, enfermeiros, etc. Terá o mesmo tipo de tratamento e cremos que não colocará em causa qualquer tipo de policiamento", disse.

Os adeptos do Sporting de Braga ficarão na bancada poente e os do Sporting na bancada nascente e, na segunda meia-final, os adeptos do FC Porto terão lugar na bancada poente e os adeptos do Vitória de Guimarães na bancada nascente.

Na final, os adeptos do vencedor da primeira meia-final ficarão na bancada poente e o da segunda na bancada nascente.

A abertura de portas do Estádio Municipal de Braga está marcada para as 17:45, duas horas antes do jogo, mas os adeptos podem aceder às zonas especialmente criadas para eles a partir das 16:30 (16:00 na final, no sábado).