Cultura

Museu Nacional de Arte Contemporânea abre portas a exposição de Francis Smith

É a primeira vez em mais de 50 anos que o trabalho do pintor é exposto em Portugal.

A exposição "Francis Smith. Em Busca do Tempo Perdido" foi inaugurada no Museu Nacional de Arte Contemporânea. É a primeira vez em mais de 50 anos que o trabalho do pintor é exposto em Portugal.

Nasceu em Lisboa, em 1881, como Francisco Smith, mas ficou conhecido no mundo da arte contemporânea pelo nome Francis.

Emigrou para França, onde se notabilizou como um dos pintores mais marcantes da primeira metade do século XX, mas a saudade e as memórias da cidade Natal mantiveram-se vivas na arte que o Museu de Nacional de Arte Contemporânea convida a conhecer até 1 de outubro