Cultura

"Ao vivo ou morto". Salas de espetáculo juntam-se em manifestação

Manifestação em quatro cidades pela sobrevivência das salas de programação musical.

A associação Circuito, que representa 27 salas de programação de música de todo o país, promoveu este sábado uma manifestação em Lisboa, Porto, Viseu e Évora, pela sobrevivência destes espaços.Sob o lema "ao vivo ou morto", a Circuito "chama a comunidade artística e o público a juntar-se numa fila/manifestação que pretende sensibilizar para a importância destes locais para a cena musical nacional".

A manifestação de hoje foi o culminar de uma campanha, iniciada no dia 8 deste mês, criada "em resposta à cada vez maior ameaça à sobrevivência de 27 salas de programação de música em todo o país", e "protagonizada por nomes de vários quadrantes da música nacional como Gisela João, Tomás Wallenstein, Marfox, Yen Sung e Hélio Morais".