Conteúdo Patrocinado

Grupo Luz Saúde cada vez mais digital com tecnologia PRIMAVERA

Plataforma de Employee Self-service, faturação eletrónica, utilização de analítica avançada e inteligência artificial encaminham maior grupo privado português de saúde para um patamar único de digitalização.

Nasceu com uma forte vertente digital e desde a sua génese não parou de fazer evoluir os sistemas de suporte à sua atividade. Com 29 unidades, entre hospitais, clínicas e residências sénior, a Luz Saúde é hoje o maior grupo privado português de prestação de cuidados de saúde, constituindo uma rede onde tudo é pensado numa ótica de otimização para uma maior qualidade de serviço. A capacidade para se adaptar à mudança é uma constante e a transformação digital está no ADN da organização.

Além dos processos clínicos eletrónicos, das consultas à distância, da partilha eletrónica de relatórios e exames médicos e outros processos de relação digital com o cliente, há grandes projetos tecnológicos em curso, como a digitalização da gestão administrativa dos Recursos Humanos, a migração para a versão mais evoluída do ERP PRIMAVERA - a versão 10 -, a faturação eletrónica e a analítica avançada de dados.

Desde a génese do Grupo que a gestão financeira está suportada no ERP PRIMAVERA, o alicerce de toda a arquitetura de sistemas, num puzzle complementado por outros sistemas de gestão da atividade - desde sistemas médico-administrativos, até sistemas de apoio à realização de exames, billing e outros. Uma miríade de sistemas conectados, mas com um único ponto de controlo. Este é um fator-chave na gestão da informação na Luz Saúde, onde o ERP PRIMAVERA é o backbone que gere toda informação contabilístico-financeira, logística, de equipamentos e ativos e recursos humanos. É aí que muitos sistemas vão beber informação e é para lá que se canalizam dados, promovendo aquilo a que na instituição se designa como «único ponto de verdade».

Balcão self-service para colaboradores

A evolução digital segue com ritmo acelerado e irá mudar a vida dos mais de 15 mil colaboradores do Grupo, dispersos por Portugal Continental e ilha da Madeira. Em breve, bastará um smartphone e uma ligação à internet para marcarem as suas férias, registar faltas e despesas, aceder a um recibo de vencimento ou à declaração de rendimentos. Os processos administrativos de gestão de pessoas passarão a decorrer numa plataforma online e colaborativa de Employe and Manager Self-service, perfeitamente integrada na área de Payroll.

A caminho da analítica avançada de dados

Nesta senda de desmaterialização, não restará fatura em papel. Em 2021, é expectável que todas as faturas circulem de forma eletrónica em todas as unidades do Grupo, simplificando as operações do ponto de vista contabilístico e financeiro. Mas a cereja no topo do bolo irá chegar com a migração total para a versão 10 do ERP PRIMAVERA e a implementação de soluções de analítica de dados. Aqui chegados, o manancial de possibilidades é enorme, particularmente numa organização onde diariamente são produzidas quantidades gigantescas de dados. O objetivo é começar a gerar informação preditiva, que ajude a agir por antecipação. David Vieira antevê um potencial de possibilidades. “Será possível termos algoritmos que darão insights sobre necessidades de aprovisionamento para o futuro, insights para a área da contratação e retenção de profissionais e uma série de previsões que seria um desperdício não aproveitarmos”, conclui o diretor da DSTI da Luz Saúde.

“Estamos com a PRIMAVERA há 20 anos, evoluímos juntos e continuaremos a evoluir nesta era digital, numa relação win-win que fundou os alicerces para este grupo crescer da forma como cresceu.”

David Vieira, Diretor de Sistemas e Tecnologias de Informação da Luz Saúde

“Sabemos que temos boa tecnologia quando ela nos permite estar 100% focados no negócio e as soluções PRIMAVERA dão-nos essa paz de espírito.”

Pedro Lima, Diretor de Logística da Luz Saúde e Administrador da GLSMED.

GLSMED destaca-se como grande fornecedor do setor

Há mais de cinco anos que a Luz Saúde dispõe de uma unidade de negócio exclusivamente dedicada ao fornecimento de material médico e hospitalar para as unidades do Grupo, mas com o eclodir da pandemia a eficiência logística da GLSMED fê-la galgar as fronteiras internas e afirmar-se como o grande fornecedor de todo o setor a nível nacional, conquistando espaço em países vizinhos como Espanha, França e Itália.

Também aqui, nesta atividade logística intensa, as soluções logística e de gestão de armazém da tecnológica portuguesa revelaram-se vitais. “Temos fornecedores internacionais que nos dizem que estamos mais bem organizados do que os outros players e isso deve-se às soluções PRIMAVERA”, destaca Pedro Lima, Diretor de Logística da Luz Saúde e Administrador da GLSMED.

Saiba mais AQUI:

  • O bicho homem em quatro episódios

    Opinião

    Gostava muito de partilhar o otimismo de Attenborough e de Bregman. Mas depois há episódios como o da Superliga. Ou o das vacinas concentradas no hemisfério Norte. E a esperança esvai-se. Como as superfícies geladas do Ártico no verão.

    Cristina Figueiredo