Débora Henriques

Débora Henriques

Jornalista

A televisão aconteceu-me por acaso. A política ainda mais. Deixei a rádio a achar que acabaria por voltar e de repente já lá vai quase uma década, desde que me rendi aos encantos do som combinado com a imagem. Acredito no jornalismo sério, que não tem de ser cinzento. Acredito que o “não gosto de política” pode ser contrariado, desde que tenha uma história bem contada lá dentro. E acredito, genuinamente, que quando fazemos aquilo de que mais gostamos, isso passa para o outro lado do ecrã.