João Lopes

João Lopes

Crítico de Cinema

Crítico de cinema, argumentista, realizador. Responsável pela área de Cinema de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura. Professor da Escola Superior de Teatro e Cinema. Última publicação: “Cinema e História: Aventuras Narrativas” (Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2018).

  • Cannes: um festival com pessoas bem vivas

    Cultura

    A actualidade do cinema está muito para além dos super-heróis e dos “efeitos especiais”: alguns filmes do Festival de Cannes são a prova eloquente de como continua a haver cineastas que não desistem de abordar a complexidade das relações humanas .

    João Lopes

  • O iraniano Jafar Panahi filma entre documentário e ficção
    9:38

    Cultura

    Proibido de filmar pelas autoridades do seu país, o iraniano Jafar Panahi continua a... fazer filmes — "3 Rostos" é mais um exemplo da sua delicada arte intimista, uma deambulação entre documentário e ficção. João Lopes destaca também as estreias de um filme coreano, "Em Chamas", e outro português, "Mar". No DVD, podemos reencontrar "Zodiac", o "thriller" de David Fincher que revisita os anos 60/70, quando a cidade de São Francisco foi assombrada por um "serial killer".

    João Lopes

  • Tarantino em todos os ecrãs

    Cultura

    Recentemente, Quentin Tarantino relançou o seu filme “Os Oito Odiados” em formato de mini-série. Na prática, isto significa que a coexistência entre o grande ecrã e os (muitos) pequenos ecrãs está a alterar a dimensão estética e a vida comercial do cinema.

    João Lopes

  • Viva Alain Delon!

    Cultura

    Aos 83 anos de idade, Alain Delon será uma das personalidades em destaque na 72ª edição de Cannes: o maior festival de cinema do mundo vai distingui-lo com uma Palma de Ouro honorária.

    João Lopes

  • Mel Gibson e Sean Penn protagonizam epopeia do século XIX
    10:50

    Cultura

    Com Mel Gibson e Sean Penn nos papéis principais, "O Professor e o Louco" evoca uma verdadeira epopeia linguística e cultural de meados do século XIX: o nascimento da primeira edição do Dicionário Inglês de Oxford. Nas estreias, João Lopes destaca ainda o lançamento de "Ruben Brandt, Coleccionador", um desenho animado (para adultos) originário da Hungria. No espaço da memória, surge o nome de John Singleton, falecido esta semana, primeiro cineasta afro-americano a obter (com "A Malta do Bairro", 1991) uma nomeação para o Óscar de melhor realização.

    João Lopes

  • "Os 400 Golpes" ou 60 anos de Nova Vaga

    Cultura

    Jean-Pierre Léaud foi o rosto central de “Os 400 Golpes”, primeira longa-metragem de François Truffaut — estava-se em 1959 e a Nova Vaga francesa impunha-se como modelo de transformação para as mais diversas cinematografias.

    João Lopes

  • Matthew McConaughey protagoniza uma viagem de vida ou de morte
    11:00

    Cultura

    Sob a direcção de Gus Van Sant, Matthew McConaughey aventura-se em paisagens japonesas para uma experiência de assombramento, uma viagem de vida ou de morte: "O Mar de Árvores" é um dos acontecimentos cinematográficos da semana. João Lopes destaca ainda "Menina", estreia na realização de Cristina Pinheiro, retratando uma família de emigrantes portugueses na França dos anos 70, e "Teen Spirit", de Max Minghella, sobre os bastidores de um concurso televisivo para jovens cantores, com Elle Fanning no papel central.

    João Lopes

  • Uma visão irónica e cruel da sociedade canadiana
    11:03

    Cultura

    Em "A Queda do Império Americano", o canadiano Denys Arcand continua a filmar o seu país combinando realismo e burlesco, ironia e crueldade. Nas estreias da semana, João Lopes destaca ainda um documentário sobre o cineasta chinês Jia Zhang-ke com realização de outro cineasta, o brasileiro Walter Salles; "A Educadora de Infância", de Sara Colangelo, um retrato sensível de uma criança sobredotada, é notícia na área do DVD.

    João Lopes

  • Godard consagrado pelas cinematecas

    Opinião

    A Federação Internacional dos Arquivos de Filmes homenageou Jean-Luc Godard com o seu prémio anual: o trabalho do cineasta para o conhecimento da história do cinema foi uma das razões fundamentais da distinção

    João Lopes